• Bibi Alves

Prefeitura de Sertânia inicia nesta quarta-feira (15) distribuição de kit alimentação para alunos


A Secretaria de Educação de Sertânia vai distribuir kits alimentação (cestas básicas) para os alunos da rede municipal, conforme a Lei nº 1.687/2020 aprovada pela Câmara de Vereadores de Sertânia e sancionada pelo Prefeito, Ângelo Ferreira. A medida foi baseada na necessidade das crianças e jovens continuarem recebendo uma alimentação equilibrada, no seu dia-a-dia.

Em média, 5.000 alunos serão beneficiados mensalmente, enquanto perdurar a suspensão das aulas, por conta do novo coronavírus. Conforme decreto da Prefeitura, a paralisação das aulas segue até 30 de abril, podendo o prazo ser prorrogado, conforme a situação da pandemia da Covid-19.

A distribuição segue um cronograma que começa nesta quarta-feira (15) para as seguintes unidades educacionais: Escola Municipal Presidente Vargas, Escola Municipal Constância Rodrigues, Escola Municipal Marcelo Gomes Lafayette (Agrícola), Centro de Educação Infantil Prefeito Raimundo Alves de Góis Melo e Creche Dr. Bartolomeu Brasiliano. Os pais ou responsáveis dos alunos deverão se informar na sua Escola o dia e horário que deverão ir receber seus kits.

A direção de cada unidade educacional ficará responsável pela organização das filas e do cumprimento de outras medidas para garantir a segurança das pessoas, a fim de evitar aglomerações. As demais escolas da sede, bem como as das vilas, povoados e sítios receberão os kits nos próximos dias; as datas de distribuição, assim que definidas, serão divulgadas.

Ao todo, serão contempladas as 29 escolas e duas creches da rede municipal. A Secretaria de Educação informa que a entrega acontecerá nas próprias instituições de ensino. Os alimentos foram adquiridos por meio de recursos próprios e de valores recebidos do PNAE para merenda.

O investimento da Prefeitura foi mais de R$ 140.000 e do PNAE, neste mês de abril, R$ 40 mil. Serão distribuídas 4.600 cestas básicas, que contêm: feijão, arroz, açúcar, macarrão, leite em pó, fubá de milho, biscoitos, xerém e ovos.

“Muitos estudantes dependem da merenda para se alimentarem adequadamente, mas devido à pandemia da Covid-19 tivemos que paralisar as aulas para evitar o risco de transmissão da doença. Mas não deixaremos nenhum aluno desamparado, a nossa intenção é atender todos, em especial, os que mais precisam”, ressaltou o prefeito Ângelo Ferreira.




© 2019 Iguaracy Para o Povo